Clube de Xadrez de Blumenau

Fundado em 09 de março de 1917
Declarado de Utilidade Pública pelo Estado de Santa Catarina Dec. Lei número 3897 de 26 de setembro de 1966
e pelo Município de Blumenau Lei nro 1469 de 27 de dezembro de 1967 CGC 82.666.850/0001-98





Colunas
Antonio Bambino Filho
Heidy Almeida

CAMPEONATO MUNDIAL DE XADREZ 2014 - JOGO 1
08/11/2014 - (Magnus Carlsen fica bem após a primeira batalha)

Anand de brancas saiu de d4 e Carlsen respondeu com Cf6 o que acabou resultando na defesa popularizada pelo austríaco Ernst Grünfeld, hoje chamada de Defesa Grünfeld. A ideia desta defesa hipermoderna é deixar as brancas assumirem o controle do centro, mas não totalmente, preparando-se para atacá-lo mais tarde. Mas o campeão ficou levemente confuso após o 9º movimento das brancas. Anand não esperou o contra-ataque e avançou seu centro logo no 10º lance. Isto mais o fato de terem rocado em lados opostos prometia uma batalha bastante relhida, mas isso não se concretizou. Anand evitou a troca de damas, mas fez alguns movimentos fracos e premitiu que o peão a de Magnus tornasse perigoso ao apoiar um possível mate. No final Anand conseguiu encontrar o empate. Resultado esperado para um primeiro jogo, mas mais agudo que o resultado indica.
Vishy Anand [1/2 - 1/2] Magnus Carsen



CAMPEONATO MUNDIAL DE XADREZ 2014 - JOGO 2
09/11/2014 - (O Ataque Viking)

Carlsen iniciou com peão-rei e logo os dois caíram em uma Ruy Lopes. Esta abertura tem o nome de um sacerdote espanhol que teria escrito um livro com exaustiva análise de seus movimentos ainda no século XVI. A ideia da abertura é colocar pressão no peão e5 negro, atacando o cavalo em c6, o seu defensor. Uma das possibilidades é trocar o bispo por este cavalo dobrando os peões na coluna c, uma desvantagem para as pretas. A compensação seria o par de bispos. Anand escolheu o que comumente os GMs têm selecionado para jogar contra a Ruy Lopes: A Defesa Berlinense, que de tão difícil de quebrar tem sido chamada de Muro de Berlim. Porém Carlsen fez o que os viking fazem melhor: atacou. Torre a1-a3 foi um movimento interessante ao por pressão quase que imediatamente no outro extremo do tabuleiro. As muralhas do castelo de Anand já não pareciam tão sólidas. Juntamente com o cavalo em f5 o caminho para Te7 foi  traçado. Após muita pressão Anand capivarou e deixou que a dama branca entrasse em b7 decidindo a batalha.
Magnus Carsen [1.1/2 - 1/2] Vishy Anand




CAMPEONATO MUNDIAL DE XADREZ 2014 - JOGO 3
11/11/2014 - (O soldado destemido)

Anand começou novamente com d4, claramente evitando ter que bater contra a Muralha de Berlim. O jogo evoluiu para um Gambito da Dama Recusado, mas, vejam só, as brancas avançaram o peão c para c5 e o gambito deixou de existir. Este corajoso guerreiro avançou até a sétima fileira imobilizando a dama de Carlsen por muito tempo. Magnus tentou fazer com que um de seus soldados realizasse a mesma façanha, mas as pernas dele tremeram ao chegar na 3ª fileira da coluna a. Vishy já dominava grande parte do tabuleiro quando Magnus eliminou o intruso precipitando desta forma sua própria derrota. 
Magnus Carsen [1.1/2 - 1.1/2] Vishy Anand